sábado, 20 de fevereiro de 2016

Run Marco




A competitividade digital, nomeadamente no que se refere aos conteúdos educativos, é muito importante, na perspetiva em que apareçam novos projetos que de certa forma possam enriquecer as estruturas escolares. E não falo apenas em novos projetos, porque acho que é também pertinente que os projetos já existentes consigam acompanhar a evolução do mercado, adaptando e inovando os seus próprios produtos, como é o caso de Run Marco.
Run Marco, que já foi falada neste espaço educativo, começou como um projeto que tinha como finalidade ajudar a personagem principal a descobrir tesouros ao longo de uma floresta. Para tal, era necessário programar o caminho, utilizando comandos simples (ex: virar à esquerda, virar à direita, seguir em frente...), através de blocos (drag and drop). A aprendizagem de conteúdos relacionados com a programação (e cooperação para o projetoHora do Código). O objetivo mantém-se, mas agora disponibiliza mais funcionalidades.
Run Marco permite agora monitorizar o progresso dos alunos da turma, preparar as aulas na abordagem aos níveis do jogo e finalmente, aquela que para mim tem um maior impacto educativo, a possibilidade do professor e dos alunos criarem os seus próprios jogos. Neste último aspeto, aos utilizadores são disponibilizados estruturas e objetos para que possam desenvolver o seu próprio projeto.

Run Marco além de estar disponível em várias línguas, incluíndo o português, encontra-se disponível para diferentes sistemas e plataformas (GooglePlay, AppStore, WindowsStore e Kindle Fire).